Mio-inositol e Selênio: Redução do Risco de Desenvolvimento de Hipotireoidismo
Mio-inositol e fosfatidilinositol (is) desempenham uma função importante em muitas vias metabólicas, que, quando danificadas, exercem efeitos negativos em seres humanos. O mio-inositol (um isómero de um álcool de açúcar C6) é o precursor da síntese de fosfoinositídeos, que estão envolvidos na via de transdução de sinal do fosfatidilinositol (PtdIns ) e tem um papel determinante em diferentes processos celulares.
Vitamina K2 e Rigidez Arterial em Pacientes Transplantados Renais
O transplante renal está associado a resultados cardiovasculares (CV) consideravelmente melhores e qualidade de vida entre pacientes com doença renal terminal (ESRD) quando comparados com outras modalidades de substituição renal. Essa melhora está relacionada à restauração da função renal conferida pelo transplante.
Sarcopenia Promove Perda de Massa Muscular e de suas Funções em Idosos
A população mundial está envelhecendo. Estima-se que, de 1996 a 2025, o percentual de idosos aumentará cerca de 200% nos países em desenvolvimento. No Brasil, o aumento da população idosa segue a tendência mundial. A estimativa para 2025 é de um aumento de mais de 33 milhões, tornando o Brasil o 6º país com o maior percentual populacional de idosos no mundo (Silva et al., 2006).
Genisteína Previne a Redução da DMO em Mulheres Pós-Menopausadas

A deficiência de estrógenos é uma das causas mais importantes da osteoporose. A terapia de reposição hormonal auxilia no aumento da Densidade Mineral Óssea (DMO) e diminui o risco de fraturas, porém está associada com efeitos adversos que podem limitar seu uso. Os fitoesterois são uma alternativa as mulheres que apresentam efeitos colaterais à Terapia de Reposição Hormonal tradicional e podem auxiliar no aumento da DMO. Dentre os fitoestrógenos destaca-se a genisteína.

Suplementação Simbiótica Reduz os Marcadores Inflamatórias na DAC
O diabetes mellitus tipo 2 (DM2) é um distúrbio metabólico com co-morbidades comuns, como obesidade e doença cardiovascular (DCV). A DCV é responsável por 75% das mortes em indivíduos diabéticos. Múltiplos fatores de risco preexistentes, incluindo doenças cardiovasculares, diabetes e sobrepeso/obesidade, aumentam a vulnerabilidade à doença arterial coronariana (DAC), a principal causa de morte nos países desenvolvidos. 
Oligofrutose Melhora a Saciedade em Crianças Obesas

Mais de um terço das crianças americanas e canadenses têm excesso de peso ou são obesas. O atual ambiente obesogênico, que inclui alimentos altamente palatáveis prontamente disponíveis e com baixo teor de fibra alimentar, é um fator que contribui para o aumento da obesidade infantil. Apesar do aumento da obesidade infantil em todo o mundo, a composição corporal varia muito dentro das populações, mesmo dentro de famílias que compartilham ambientes e estilos de vida semelhantes.

Olá visitante, receba

notícias, vídeos e curiosidades sobre o mundo da nutrição
Insira seu e-mail:
Não mostrar novamente!
TOP