Chocolate Amargo Modula Positivamente o Estado Redox e Reduz os Biomarcadores de Lesões Musculares.

por Equipe Hi-Nutrition / 20 Setembro 2021 / Estudo Científico

Introdução
É comprovado que os exercícios físicos de alta intensidade podem aumentar o estresse oxidativo e causar lesão muscular em atletas, representando um problema grave para os jogadores de futebol e, portanto, a prevenção e a redução das lesões devem ser de grande importância.

A geração de EROs (Espécies Reativas de Oxigênio) é caracterizado como um processo natural que ocorre no corpo humano, porém se a sua produção e a capacidade antioxidante estiverem desequilibradas ocorre uma má resposta biológica, o que gera o estresse oxidativo e a inflamação. Nas células musculares, a produção de energia aeróbica gera uma quantidade significativa de EROs, que pode aumentar de 10 a 20 vezes durante o exercício físico.

O cacau é um alimento rico em polifenóis, o qual demonstra uma importante atividade antioxidante capaz de acelerar a recuperação muscular e prevenir os danos oxidativos induzidos pelo exercício.


Resultados

Através de um estudo controlado e randomizado conduzido por Cavarretta et al., (2018) foi possível avaliar os efeitos do chocolate amargo na lesão muscular e no estresse oxidativo durante a prática de exercícios de treinamento em jogadores de futebol.

Os resultados obtidos foram:

ü  No final do tratamento, houve um aumento do poder antioxidante no grupo 1 se comparado ao grupo controle;

ü  Além disso, foi observado uma redução significativa nos marcadores de dano muscular (creatina quinase e lactato desidrogenase p <0,001);

ü  No grupo controle, não houve nenhuma alteração observada, com exceção de um aumento de sNox2-dp (níveis sanguíneos de Nox2 solúvel), H2O2 e mioglobina. Uma análise de regressão linear simples demonstrou que o sNox2-dp foi associado a um aumento significativo na liberação do biomarcador de dano muscular (p = 0,001).

 

Conclusão

Os resultados indicam que a suplementação de nutrientes ricos em polifenóis através do chocolate amargo modula positivamente o estado redox e reduz os biomarcadores de lesões musculares.

 

Referências

CAVARRETTA, E.  et al. Dark Chocolate Intake Positively Modulates Redox Status and Markers of Muscular Damage in Elite Football Athletes: A Randomized Controlled Study. Oxid Med Cell Longev, v. 2018, p. 4061901,  2018. ISSN 1942-0994. 

 

 

TOP